Gestão de risco: veja como identificar e eliminar ameaças na sua empresa



Já imaginou o seu negócio preparado para os desafios do futuro e apto para lidar com adversidades, principalmente financeiras? Isso é o que a gestão de risco pode fazer pela sua empresa. 😃


Só quem passou pelas dificuldades proporcionadas pela pandemia da Covid-19 sabe como é difícil lidar com imprevistos, gastos inesperados e lucro em queda.


Além disso, muitos setores passam por modificações constantes devido à velocidade das inovações e de novas tecnologias empregadas, impactando até no comportamento de compra do consumidor.


Portanto, é preciso estar preparado para cenários em constante transformação, analisando e monitorando ameaças. Confira agora tudo sobre gestão de risco! ⬇️


Afinal, o que é gestão de risco?


A gestão de risco reúne estratégias para a identificação e o gerenciamento de ameaças que podem afetar negativamente um negócio ou organização, garantindo que não causem nenhum prejuízo. ✔️


Dessa forma, a gestão pode analisar, mapear e coordenar ações relacionadas aos riscos da empresa, garantindo uma tomada de decisão mais segura e eficiente, e com menos impactos negativos.


Esses riscos podem ser resultados do mercado interno ou externo, bem como das falhas humanas que podem prejudicar o negócio de alguma maneira.


Como identificar riscos na prática? 🔎


São milhares de riscos que podem prejudicar a empresa, além de cada ameaça ser diferente de um lugar para outro. Logo, é preciso estudar muito bem cada realidade.


Para facilitar o seu entendimento, um risco é composto por três variáveis: evento, consequência e causa. Vamos a um exemplo:


Um funcionário de uma provedora de internet foi desligado e ele ficava responsável pelo atendimento especializado ao público gamer. Com a sua saída, esse suporte foi paralisado.


  • Evento: desligamento do funcionário

  • Consequência: paralisação do atendimento especializado

  • Causa: ausência de funcionários especializados

5 passos para implementar uma gestão de risco na sua empresa


1. Identifique e classifique os possíveis riscos


🔎 O primeiro passo para toda gestão de risco é identificar as possíveis ameaças do negócio e classificá-las com seus pontos fortes e fracos, porcentagem de despesa afetada, pessoas envolvidas e mais.


2. Faça uma análise qualitativa e quantitativa


A análise qualitativa e quantitativa é fundamental para entender as operações do negócio como um todo, ajudando a priorizar decisões estratégicas.


Uma análise qualitativa ajuda a determinar o grau de impacto que cada risco tem, além da sua probabilidade de acontecer. Já a quantitativa auxilia a mensurar os efeitos potenciais de situações já identificadas. 😉


3. Coloque o gerenciamento de riscos em ação


Após coletar as informações necessárias, chegou a hora da gestão começar o tratamento desses riscos, que inclui orientações baseadas em 5 condutas: evitar, reter, reduzir, transferir e explorar o risco. ✍️


4. Monitore as ações e os resultados


Com o tratamento bem definido, a gestão de risco precisa manter um monitoramento eficiente de todas as ameaças, as ações tomadas e os resultados obtidos. 🖥️


Esta etapa é fundamental para reduzir perigos já conhecidos, evitar que aconteçam novamente, ou caso ainda aconteçam, diminuir os seus impactos no negócio.


Monitorar os resultados é importante para que a gestão possa tomar decisões estratégicas no futuro, sempre visando o melhor funcionamento da empresa e seu faturamento. 😃


➡️ Quer manter o financeiro da sua empresa bem protegido? Aqui na Betel Contabilidade você tem acesso a ferramentas inteligentes que ajudam você a gerir o seu negócio da melhor forma.


Clique aqui e dê um passo à frente das suas ameaças. 🛡️


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo