4 indicadores valiosos para negócios do ramo de produção de alimentos



No Brasil o setor de alimentos é composto principalmente por micro e pequenas empresas, onde somente as microempresas respondem por 88% dos estabelecimento (Sebrae). O faturamento da indústria de alimentos cresceu 12,8% em 2020, o que representa 10,5% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. O volume de produção também cresceu 1,8% em relação a 2019. O destaque são as vendas do varejo que cresceram 16,2%. (Agência Brasil).


Para você, empreendedor, aproveitar esse crescimento, vamos mostrar 4 indicadores essenciais:


1º indicador: Seus equipamentos.

Não vá cometer o erro de arrumar os equipamentos apenas quando eles quebrarem. Porque aí ou pode ser tarde demais, ou você atrasa toda sua produção. Faça avaliação periódica de cada equipamento, pensando sempre com a mentalidade que aprendemos com a nossa avó: "melhor previnir do que remediar". Sim, existe custo de manutenção, mas o custo de parar a produção e consertar um equipamento que quebra no meio do dia, é muito mais alto!


2º indicador: Satisfação do cliente.

Uma questão que poucos estabelecimentos conseguem aplicar uma rápida pesquisa de satisfação. Na ponta do caixa pergunte ao seu cliente como foi o atendimento. De um jeito rápido, e enquanto os caixas processam os pagamentos é possível detectar níveis de satisfação ou insatisfação com atendimento prestado pela equipe, limpeza, organização, etc. Depois colete essas informações e aplique melhorias contínuas. Faça disso uma rotina diária. Não espere o mês passar.


3º indicador: Estoque.

Muito importante fazer essa avaliação, porque faz a diferença contra o desperdício de insumos (e dinheiro), e te oferece uma visão mais enxuta sobre o que sai mais e o que sai menos. Empresas que controlam bem seus estoques conseguem até melhores descontos em compra de produtos de maior volume. Saiba que estoque é dinheiro parado. E é sempre um risco. Então não deixe muito dinheiro estocado em produtos e insumos. Tenha uma gestão enxuta e ágil em relação aos estoques, isso vai fazer a diferença em seu negócio.


4º indicador: Vendas.

Esse é também muito importante: estabeleça metas diárias para os seus vendedores. Essas metas deve seguir alguns critérios: devem ser metas atingíveis. Devem basear-se em seu histórico e realidade do seu negócio. As metas não podem ser tão baixas a ponto de não incentivar o vendedor, nem tão altas a ponto de desmotivá-lo. Use também um critério de bonificação baseado nas metas atingidas. ter esse controle de metas diários faz com que sua equipe protele menos uma venda. Uma meta semanal ou mensal pode trazer um efeito psicológico negativo: o vendedor pode acabar pensando que "amanhã ele cumprirá as metas". Com controles diários a motivação também é diária.

0 visualização0 comentário